8 de dezembro de 2011

Vontade de desistir

Há dias em que a vontade de desistir se sobrepõe a tudo o resto. É o estar a fazer um trabalho que não é de todo aquilo que sonhámos para nós, são as dificuldades do dia-a-dia, são os pequenos acidentes, que acontecem mas dão muitas dores de cabeça, é um infinito de pormenores que todos juntos nos abatem e fazem com que queiramos desistir...

Depois vem a parte de pensar nos outros: "se eu desisto o que vai ser de A, B ou C??". Temos de seguir em frente e viver um dia de cada vez.

E se há aqueles que só nos deitam abaixo quando nos dizem "então tiveste a tirar um curso para agora trabalhares aqui?", felizmente há os outros que nos dão força e dizem "pelo menos estás a trabalhar, estás perto de casa e tens um ordenado no fim do mês".

Não é vergonha nenhuma trabalhar, não é por ter um curso superior que sou mais ou menos que as outras pessoas. E quando aparecer uma oportunidade melhor mudo. Para melhor muda-se sempre, é ou não é?

Mas, no fim das contas, tudo isto deita-me abaixo... Enfim, ando aqui numa dualidade de sentimentos que não mata mas mói.

1 comentário:

Rita disse...

Minha querida, não sei como mas só agora reencontrei o teu blog! :( Sorry!...

Vergonha só se fosse de não trabalhar. E tens toda a razão, não é por termos um curso, ou dois, ou três, que somos mais que os outros.

Pode não ser o que sonhaste, eu sei. Mas quem te diz que estás perto de casa e com um ordenado ao fim do mês tem toda a razão... quão pior seria se, por teres um curso e pensares que serias mais que os outros, estivesses em casa sem esse ordenado!...

E vais ver. Vai melhorar!

E tu és forte, muito forte, para te deixares ir abaixo.

Qualquer coisa, vens aqui visitar a Sô Dona R. e vens beber um chazinho!!

***